Estado do Tocantins

Câmara Municipal de Ananás

Poder Legislativo

portal@ananas.to.leg.br

Tamanho do texto+ -

05/06/2018 - 10:06

DIA MUNDIAL DO DOADOR DE SANGUE-14 DE JUNHO

O sangue é um tecido vivo que circula pelo corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os órgãos e é essencial à vida.

Todos os dias acontecem centenas de acidentes, cirurgias e queimaduras violentas que exigem transfusão, além de que há doenças em que seus portadores também necessitam de transfusões de sangue ou de seus derivados como a Hemofilia, as Leucemias e alguns tipos de Anemias. Isto leva à necessidade da doação de sangue de outras pessoas. O procedimento é simples e realizado por profissionais capacitados e sob a supervisão médica e de enfermagem, garantindo assim o bem estar do doador.

Desde 2004, comemora se em 14 de junho o Dia Mundial do Doador de Sangue. A data serve para agradecer aos doadores, além de lembrar a importância do ato. O dia foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na data do nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco responsável por descobrir o fator Rh e identificar diferenças existentes entre os diversos tipos sanguíneos humanos.

Orientações para doadores de sangue
Há critérios que permitem ou que impedem uma doação de sangue, que são determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde, e visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.

O doador deve…
– levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);
– estar bem de saúde;
– ter entre 16 (dos 16 até 18 anos incompletos, apenas com consentimento formal dos responsáveis) e 69 anos, 11 meses e 29 dias;
– pesar mais de 50 Kg;
– não estar em jejum; evitar apenas alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.

Impedimentos temporários
– Febre
– Gripe ou resfriado
– Gravidez
– Pós-parto: parto normal, 90 dias; cesariana, 180 dias
– Uso de alguns medicamentos
– Pessoas que adotaram comportamento de risco para doenças sexualmente transmissíveis

Cirurgias e prazos de impedimentos
– Extração dentária: 72 horas
– Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: três meses
– Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses
– Ingestão de bebida alcoólica no dia da doação
– Transfusão de sangue: 1 ano
– Tatuagem: 1 ano
– Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina

Impedimentos definitivos
– Hepatite após os 10 anos de idade
– Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatites B e C, Aids (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas
– Uso de drogas ilícitas injetáveis
– Malária

Intervalos para doação
– Homens: 60 dias (até 4 doações por ano)
– Mulheres: 90 dias (até 3 doações por ano)

Cuidados pós-doação
– Evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas
– Aumentar a ingestão de líquidos
– Não fumar por cerca de 2 horas
– Evitar bebidas alcóolicas por 12 horas
– Manter o curativo no local da punção por pelo menos de quatro horas
– Não dirigir veículos de grande porte, trabalhar em andaimes, praticar paraquedismo ou mergulho

Paz e Bem!

← Dia de Santo AntônioO Clube do Imperador



« voltar

Notícias Relacionadas